Lendas de Curitiba

Guilherme Caramês Tiburtius , desaparecido em 17/06/1991.

A HISTÓRIA
Manhã de 17 de Junho de 1991. O garoto Guilherme Caramês Tiburtius, de 8 anos, brinca de bicicleta em frente à sua casa no bairro Jardim Social, em Curitiba (PR), enquanto aguarda o almoço e o momento de se arrumar para ir à escola.

Quando sua avó vai chamá-lo, não o encontra. Nem ele e nem sua bicicleta ou qualquer vestígio que desse uma pista sobre onde o menino poderia ter ido.

ESTUDO DE CASO
O desaparecimento do então menino Guilherme, não é um dos mais importantes, nem mais polêmicos, pois diariamente várias crianças desaparecem, não só no Paraná.

O que mais intriga os policias e que nesse caso são muito poucas as informações levantadas, vale ressaltar, que o garoto estava na frente de casa, andando de bicicleta, e sumiu junto com a sua bicicleta, sem deixar rastro.

E mesmo agora 16 anos depois, nenhuma noticia, nenhuma pista consistente, apenas informações que não levaram a nada.

PORQUE UMA LENDA
A lenda aqui foram as inúmeras respostas para o desaparecimento, transformaram o caso numa lenda pelo imaginário popular, aumentando cada vez mais a polêmica em cima do caso. Dizem que foi vendido, foi sequestrado e depois morto, foi usado em rituais de magia negra ou fugiu, mas a verdade até hoje ninguem sabe…

Mas se vc souber comente

Uma resposta to “Lendas de Curitiba”

  1. Otávio Says:

    creio q esse rosto seja o mais divulgado, virou um rosto tão comum q as pessoas olham sem ver

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: